terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Olhando para o céu


Olhando para o Céu

Nanao Yamamoto

O que existe no infinito céu? Os cientistas fazem instrumentos cada vez mais sofisticados e potentes para descobrirem o que existe nos céus de Deus. E descobrem coisas fantásticas, porque esse céu que nós vemos é imenso e parece não haver limites para novidades. Sempre que se descobre uma coisa, surgem novas perspectivas. Gasta-se fabulosas quantias para fazerem essas descobertas que estão disponíveis quando olhamos para o céu.

O apóstolo Paulo disse em 2 Co 12:2-4 sobre a existência de um terceiro céu.

É assim o texto sagrado: Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu. E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe). Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar.

O primeiro céu seria o espaço que vemos, mais próximo de nós; o segundo, o céu das estrelas; e o terceiro, o céu além.

Moisés registra em Gn 15:1-8 a história de Abrão. Este, quando foi chamado por Deus, recebeu a ordem de sair do meio dos seus e ir para uma terra que lhe seria mostrada. E quando fez isso, Deus prometeu a Abrão fazer dele uma grande nação. Mas passaram-se os anos e nada aconteceu. Isso poderia ter deixado esse homem muito pensativo sobre as promessas de Deus. O Senhor lhe prometera fazê-lo um pai de nações, mas nem filho ele tinha… Mas Deus sabia o que se passava na mente e no coração de Abrão e aparece para ele para renovar as promessas e tirar suas eventuais dúvidas. E Deus manda que ele olhe para as estrelas e lhe pede para olhar o céu e contar as estrelas. E lhe diz que a sua descendência seria tão grande quanto a quantidade de estrelas.

Irmãos… Ás vezes é preciso que saiamos de nossas tendas e olhemos para o céu para renovar as nossas esperanças. É de crer que a partir daquela noite, Abrão, sempre que olhava para o céu, se lembrava do que Deus lhe dissera e se fortalecia e se motivava para trabalhar com mais fervor, porque ele creu no que o Senhor lhe dissera.

Naquele mesmo dia fez o Senhor uma aliança com Abrão, dizendo: « tua descendência tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates
Gênesis 15:18.

Quantas vezes ficamos como Abrão, duvidando das promessas de Deus. Mas é nessas horas que precisamos sair de nossas tendas e olhar para o céu para nos fortalecermos na fé.

Também nos evangelhos vemos referência aos céus… Assim é o registro: E, tendo nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém, dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo. Mateus 2:1,2.

Os magos chegam a Jerusalém dizendo que, OLHANDO PARA O CÉU, foram guiados a Jerusalém. Balaão profetizou: Vê-lo-ei, mas não agora, contemplá-lo-ei, mas não de perto; uma estrela procederá de Jacó e um cetro subirá de Israel, que ferirá os termos dos moabitas, e destruirá todos os filhos de Sete. Números 24:17.

Quanto tempo demorou para que isso acontecesse. E, olhando para os céus, os magos puderam encontrar o Rei dos Reis.

E, tendo eles ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela, que tinham visto no oriente, ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino. E, vendo eles a estrela, regozijaram-se muito com grande alegria. Mateus 2:9,10.

Nós também devemos olhar para o céu. Vamos seguir o conselho do salmista. Vamos elevar os nossos olhos para os céus.

Lucas também faz um registro sobre essa questão. Assim diz o pesquisador: Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens. E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber. Lucas 2:8-15.

É de imaginar que esses pastores passaram por uma mudança radical em suas vidas a partir desse dia. Quem não gostaria de passar pela mesma experiência e ver o que eles puderam ver. Com certeza foi uma experiência incrível, fantástica e que poderia mudar a vida de qualquer um. Olhando para o ceu, eles puderam ver multidões de exércitos celestiais.

A experiência foi de tal ordem que eles ficaram atemorizados, mas foram tranquilizados para que não tivessem medo.

Olhando para os céus, esses pastores viram o que poucos viram. E creram na visão e foram até Belém e se encontraram com o Rei Menino que havia nascido.

Nós também devemos nos confortar por abermos que, igualmente, também somos co-participantes dessa grande alegria.

E Lucas ainda faz um registro fantástico sobre o mártir Estêvão em Atos 6:3 e 7:54-56. Esse homem era cheio do espírito, de sabedoria, de graça e de poder… Olhando para ele, as pessoas viram seu rosto como se fosse o rosto de um anjo. E olhando para o céu, antes de sua morte, ele pode ver os céus abertos, pode ver a Jesus, em pé, à direita de Deus.

Que experiência fantástica! Quem não gostaria de ser recebido dessa forma na eternidade!

Olhemos para o céu. Observemos as estrelas. Sejamos sensíveis. É perfeitamente possível que também poderemos ser contemplados com as visões celestiais.

Que Deus nos abençoe!


segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Renovação espiritual


Renovação Espiritual


A igreja sempre precisará de uma renovação espiritual. O crente, ao se aproximar de seu Salvador, achega-se cheio de fervor, com muito entusiasmo e disposto a dar até mesmo a própria vida para alcançar o céu. Mas o tempo passa e muitas coisas mudam em sua vida...
As mudanças deveriam sempre ser no sentido de um maior crescimento e desenvolvimento. O crente é como uma criança ao se converter e deveria crescer e ser capaz de absorver um alimento mais sólido. No entanto, é bastante comum encontrar crentes velhos de crença, mas ainda crianças, não conseguindo absorver o alimento mais sólido. Pelo contrário, ainda carecendo de leite. Seus fundamentos são volúveis. Suas raízes na fé são rasas e pouco resistentes aos dias difíceis de provas, de tribulações, de angústias e sofrimentos.
Os crentes precisam sempre se renovar espiritualmente. A cada manhã devem viver o significado de ser uma nova criatura. Não apenas de garganta, de aparência, mas de fato. O crente deve viver a Palavra de Deus a cada instante de sua vida. É por isso que deve ler, estudar e examinar as Sagradas letras.
O missionário Ademar Soares de Lima, da UMNT, com atividades centralizadas na cidade mato-grossense de Tangará da Serra, MT, foi um dos preletores do Retiro de Famílias Ano XXXVI, realizado em Poxoréu, MT, pelos neotestamentários. Seu estudo foi o primeiro de todas as preleções ministradas durante o evento. E seu tema foi “Renovação Espiritual”.
Segundo o missionário, o crente deve examinar a Escritura, conhecê-la e praticá-la para alcançar a vida eterna. Deve se preparar para esperar o noivo da igreja, o Senhor Jesus, que em breve vem. Todo crente deve ser como uma daquelas virgens que estavam preparadas para esperar a chegada do noivo, tendo azeite em suas lâmpadas e não como aquelas que somente se lembraram que precisavam de azeite quando chegou a hora fatal. E então, não tendo como iluminar o seu caminho, não puderam sair ao encontro do noivo e perderam a oportunidade.
A Bíblia ensina o fundamental, o necessário, tudo aquilo que o crente precisa para alcançar a vida eterna.  Não há necessidade de acréscimos e tampouco deve haver supressões.
Essa foi, em síntese, o foco da exposição.



domingo, 11 de fevereiro de 2018

O limite de nossas forças

O limite de nossas forças


Izaias Resplandes de Sousa


COMO VOCÊ SE SENTE:
VOCÊ É UM FORTE
OU UM FRACO?

Certo jovem cristão escreveu o seguinte:

Nos dias atuais, ser jovem não é fácil. Ser cristão, então, nem se fala. As pressões vêm de todos os
lados, exigindo atitudes para ser aceito, para ser considerado moderno, para ser tido como “normal”. “Tem namorada?”, “Consegue ´pegar´ quantas em uma noite?”, “Vai à balada hoje? Nossa! Vai para aquela igreja de novo? Você não enjoa? Que chatice!”, “Vamos sair para tomar uma?”, “Já fez vestibular? Não?!”, “E aí, já arrumou emprego?”. Quem não tem respostas para todas as perguntas, não usa roupa da moda e não se porta como o mundo deseja não pode fazer parte do grupo dos “normais”. Mas, peraí, quem disse que o jovem cristão quer e deve ser como os demais?

A barulheira do mundo às vezes é tão ensurdecedora que nos faz esquecer do que almejamos para a vida. Não queremos fazer o que todo mundo faz. Não queremos ir aos lugares que os outros vão para nos sentir bem. Não precisamos de nada disso. Não nascemos para ser como os demais.

Só a certeza de que somos portadores de uma Verdade e de um amor transformador pode nos fazer jovens de destaque. O Senhor nos chama a cada dia para essa difícil missão de dar um testemunho diferente do que o mundo sugere. Ele nos chama a cada dia para um compromisso que o mundo não é
capaz de oferecer ou de cumprir.

Mas o desafio de florescer em um ambiente muitas vezes árido e insípido, não é para qualquer um, só para os corajosos. “Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o maligno.” (1 João 2.14.)
Retiro Ano 36 em Poxoréu, MT
Pela graça de Deus, os Neotestamentários mais uma vez estão reunidos em Poxoréu, MT. São aproximadamente 350 pessoas, representando as congregações de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, São Paulo e Goiás.
Dentre os preletores estão os casais de missionários Isaias e Rosângela Almeida (MS), Ademar e Bete (MT) e Joab e Carla (AM), bem como diversos pastores e diáconos.
Os estudos foram abertos com o tema Renovação Espiritual, desenvolvido pelo missionário Ademar Soares que tem as suas atividades centralizadas na cidade de Tangará da Serra, MT.
Para ele, faz-se necessário que examinemos as Escrituras com o propósito de conhecer a maneira correta de nos preparar para receber a Jesus, o noivo da igreja. Citou João 5:39. O texto diz que os ouvintes de Jesus examinavam as Escrituras porque cuidavam ter nelas a vida eterna, mas na verdade, não queriam de fato chegar aos pés do Senhor para receber a vida.
Citou o exemplo das dez virgens que aguardavam a vinda do Senhor, mas nem todas estavam
devidamente preparadas. E aquelas que não tinham o azeite em suas lâmpadas não puderam se encontrar com o noivo quando ele chegou. Concluiu dizendo que devemos examinar as Escrituras para que possamos fazer as coisas certas, sem tirar e sem acrescentar nada daquilo que o Senhor estabeleceu.
O missionário Joab falou de sua experiência missionária no Amazonas, principalmente nas cidades de Uricurituba e Barreirinha, onde centraliza suas atividades.

(http://geracaoccmv.blogspot.com.br/2012/04/jovens-eu-vos-escrevi-porque-sois_15.html)

E João escreveu em sua primeira epístola:

Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno.1 João 2:14.

Força é sinônimo de poder.

Se tivermos, de fato, jovens fortes, também teremos homens fortes, velhos fortes e cristãos fortes. Ontem o Missionário Joab nos falou que em sua prática missionária o destaque é para o trabalho com as crianças, porque elas são mais acessíveis, não rejeitam um convite e, instruídas desde cedo, se tornam jovens fortes na congregação.

Um dos maiores problemas dos pais é não conseguirem que seus filhos permaneçam firmes em Cristo. Um dos maiores problemas dos filhos é não permanecer firmes nos conselhos e orientações de seus pais. Em um estudo que fiz para os jovens em 2017 falei sobre o LEGADO DE FAMÍLIA e mostrei como muitos filhos chutam o balde que contém a herança moral, social e espiritual de seus pais.

É de lembrar que embora a Palavra nos orienta a sermos imitadores de Deus, de Cristo, dos apóstolos, de nossos pastores e dos que pela fé e paciência herdam as promessas, muitos de nossos jovens preferem imitar seus amigos do mundo, os artistas do cinema, da televisão, dos gibis, os colegas que bebem bebidas alcoólicas, fumam e se drogam…

Quantos de nossos pais crentes estão chorando todos os dias porque seus filhos, criados com todo o zelo dentro da igreja, para serem ministros de Cristo, hoje estão no mundo, sendo ministros de tantas coisas e práticas que a Palavra de Deus não aprova.

Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas. Hebreus 6:12

Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver. Hebreus 13:7

Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados;Efésios 5:1

Admoesto-vos, portanto, a que sejais meus imitadores.1 Coríntios 4:16

Sede meus imitadores, como também eu de Cristo.1 Coríntios 11:1

E vós fostes feitos nossos imitadores, e do Senhor, recebendo a palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo.1 Tessalonicenses 1:6

Sede também meus imitadores, irmãos, e tende cuidado, segundo o exemplo que tendes em nós, pelos
que assim andam. Filipenses 3:17

Porque vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois que não nos houvemos desordenadamente entre vós,2 Tessalonicenses 3:7

Provérbios 22: 6. Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.

O MAIOR EQUÍVOCO DO FRACO É PENSAR QUE É UM FORTE.

É comum acreditarmos que já chegamos ao topo e que já não temos mais necessidades de coisa alguma. Somos os mais ricos, somos os mais poderosos, somos os mais inteligentes, somos os mais isso, somos os mais aquilo e somos os mais em quaisquer coisas que sejam.

Isso é soberba! E essa soberba e altivez nos impedem de efetivamente alcançarmos os degraus mais superiores de nossa carreira. Se eu penso que já sou tudo, então sou um depósito onde não se cabe mais nada. Não tenho mais como adquirir qualquer coisa, porque não tenho onde por. Isso nunca é verdade para quem tem a infinidade do infinito dentro de si. Mas, muitos de nós já se sentem como se fossem deuses e que não precisam de nada e nem de ninguém. Ainda que em essência, em face de nossas potencialidades, sejamos mesmo deuses, principalmente porque somos instrumentos de aplicação do poder de Deus. Mas é um perigo pensar que já somos, porque embora tenhamos a potencialidade para sermos deuses, na realidade nós somos insignificantes.

Jesus orientou que aquele que desejasse ser grande, que aprendesse a ser o menor, o mais humilde, o
servo… A soberba não nos encaminha para o seu. Antes, pelo contrário!

Assim diz Salomão, o sábio: A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda. Provérbios 16:18.

Nós somos verdadeiramente fortes quando Deus habita em nós e somos uma falsa força quando estamos dominados pelos estímulos malignos que nos levam à exaltação própria. E corremos um sério risco de vida quando ousamos, com esse falso poder, afrontar o poder supremo de Deus, que não se presta a servir aos nossos próprios interesses e desejos egoístas.

Meus queridos… Deus nos dá uma parcela de seu poder, mas isso não nos faz igual a ele. É um grande perigo pensar que somos iguais a Deus. Tenhamos cuidado com esse desejo de ser grande. Olhemos sempre para o que aconteceu no passado, para que não venhamos repetir os mesmos erros e sofrermos as mesmas consequências.

Assim escreveu Isaías: Como caíste desde o céu, ó Lúcifer, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de
Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo. Isaías 14:12-15.

Durante todos os dias de nossas vidas terrenas, nós somos confrontados por forças contrárias poderosas, que buscam por todos os meios nos afastar das vitórias e nos levar às derrotas. Tenhamos consciência disso. Tenhamos consciência de como agem os nossos inimigos. Não deixemos que eles nos dominem, que habitem em nós.

Satanás pode estar ao seu lado, pode estar ao seu redor e pode estar até mesmo DENTRO DE VOCÊ.

Lucas 22: 3. Entrou então Satanás em Judas, que tinha por sobrenome Iscariotes, que era um dos doze.

Pedro escreveu a respeito, dizendo: Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. 1 Pedro 5:8,9.

Paulo colocou os irmãos em estado de alerta contra as forças opositoras do mal. Pediu para que não
fossem subestimadas. Assim disse ele: E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transformem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras. 2 Coríntios 11:14,15.

João escreveu no Apocalipse sobre as ações malignas contra nós, no dia a dia. Disse ele: E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite. Apocalipse 12:10.

E por último, é de ver que o próprio Senhor Jesus orou ao Pai pedindo a proteção contra o mal para seus discípulos. Assim orou: Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. João 17:15.

Meus queridos…

A nossa força e poder é de uso exclusivo em serviço.

Toda a força e poder pertencem a Deus, ainda que sejam manifestados através de nós, quando estivermos no exercício de nossas missões. Assim disse Jesus aos seus discípulos sobre o poder divino e como ele deve ser usado: Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos; Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel; E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Mateus 10:5-8.

Lucas, o médico amado, assim relatou a alegria e o entusiasmo dos discípulos quando usaram o poder de Deus em suas missões e também as novas considerações de Jesus sobre o assunto: E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam. E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu. Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum. Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus. Lucas 10:17-20.

Sem o poder de Deus nós não somos nada e nada temos que mereça qualquer exaltação. O rei Davi,
no exercício da sabedoria exclamou: Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? Salmos 8:4.

De forma, meus queridos, que nós somente seremos fortes quando nós nos deixarmos dominar pelo poder de Deus, o qual não é exercido nem mais e nem menos do que o necessário.

Eis um exemplo relatado por Lucas, o pesquisador: Alguns discípulos quiseram usar o poder de Deus para finalidades estranhas às suas missões e foram censurados pelo Senhor. E aconteceu que, completando-se os dias para a sua assunção, manifestou o firme propósito de ir a Jerusalém. E mandou mensageiros adiante de si; e, indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos, para lhe prepararem pousada, mas não o receberam, porque o seu aspecto era como de quem ia a Jerusalém. E os seus discípulos, Tiago e João, vendo isto, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez? Voltando-se, porém, repreendeu-os, e disse: Vós não sabeis de que espírito sois. Porque o Filho do homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las. E foram para outra aldeia. Lucas 9:51-56.

O apóstolo Paulo leciona com maestria sobre a origem do poder que ele e os demais discípulos exerciam quando em missão. Assim diz ele: E é por Cristo que temos tal confiança em Deus; Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus, o qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. 2 Coríntios 3:4-6.

E então podemos dizer que o poder de Deus está à nossa disposição para ser usado quando estivermos em missão. Nos demais momentos, não temos nenhum poder, porque não precisaremos disso. No entanto, algumas pessoas praticam o exercício de um poder em benefício próprio. E se esse não é o poder de Deus, somente poderia seria o poder do maligno, que também possibilita a realização de grandes prodígios. O que irá definir a natureza do poder é a finalidade de sua utilização. Se o uso é para engrandecer a Deus, certamente será o poder divino. Mas se uso é para engrandecer o homem, certamente será de origem maligna.

O fraco é que é o forte, porque o poder de Deus opera no fraco para o fortalecer.

Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes. Mateus 9:12.

Não é por acaso que Paulo diz ser mais forte justamente quando estava mais fraco, porque quanto menos dependermos de nós mesmos e quanto mais dependermos de Deus, mais sentida será a atuação do poder de Deus através de nós. Assim diz o apóstolo: Para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar, acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disse-me: a minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. 2 Coríntios 12:7-10.

Ao concluir quero dizer que seremos fortes quando nos tornamos fracos e necessitados do socorro divino e assim, permitirmos que Deus se manifeste através de nós e que essas manifestações exaltem a sua grandeza e onipotência.

Qual é o limite da nossa força? O limite é a necessidade para o exercício da missão. Deus nos
capacita na estreita medida do que for necessário para cumprirmos os seus desígnios. O que passar disso é de procedência maligna.

Assim, meus queridos, não deixem que a altivez do falso poder suba em suas cabeças e os dominem, porque se deixarem isso acontecer, vocês estarão a um passo do grande abismo. Se estiverem nesse caminho, salvem-se enquanto podem. Convertam-se, voltem atrás, voltem às boas práticas da cristandade, porque o maior de todos os nossos enganos é pensar que somos alguma coisa. A verdade é que tudo o que somos é de nosso Deus que está operando através de nós.

Ao escolher alguém para estar ao seu lado, ao seu redor, dentro de você, escolha DEUS, o Senhor Jesus, seus pastores, seus pais e seu irmãos. Escolha quem só quer o seu bem e que de fato se incomoda com você.

Se vamos chutar o balde, então que nossa escolha seja chutar o balde do maligno e não o balde de Deus.

Que Deus nos abençoe e nos permita abrirmos os nossos corações para que Ele possa penetrar e agir da maneira que lhe agradar.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Rio dos Crentes arrumado para o Acampamento de Famílias 2018

Amados irmãos. Hoje, 5/2/2018, pela graça de Deus passamos mais de DOZE horas de atividades em ritmo extremamente intenso para limpar o nosso Acampamento para o Retiro Ano XXXVI que está às portas. Começamos por volta das SETE da manhã e quando chegamos em casa, já eram mais de OITO da noite. Graças a Deus que nos fortaleceu.
 Começamos o dia com um café da manhã reforçado, para ter as energias. O dia prometia ser duro.

 E aí, meus queridos, passamos as calçadas a RODO. Como estavam carregadas de lodo, foi uma MUNHECADA braba. Escovação pra lá e pra cá.
 Enivaldo, Marly e Diêiene... Altamiro...Dora.. Fábio e Héllyda... Valmi e Imirene... Laura e seu filho João, Evaneide e seu filho Andrik... José, Neide e Gabriel... Quézia e José Antonio... Ricardo e Laís... Lourdes e eu.


 As calçadas parece que não acabavam mais. E a bomba deu prego. E tivemos que baldear água do rio nos braços...
 Irmão Enivaldo resolveu pegar água direto na caixa d'água. E o Fábio se esforçava para consertar a bomba.
 E dá-lhe calçadas. Como essas calçadas crescem nos dias de escová-las.
E os barracões... Tirar todos aqueles madeirites, lavar beliche por beliche, limpar madeirite por madeirite...
Mas graças a Deus chegou a hora do almoço. Eta hora boa, sô! Depois de molhar a camisa, as calçadas, os barracões... Finalmente, a hora da bóia...

  ZÉ DO RIO, VALMI e FÁBIO foram os operadores da roçadeira. Tudo ficou espetacular.
Os pátios foram todos rastelados, a grama aparada, o lixo recolhido... Tudo foi feito com muito gosto.
 Bom, banheiros também é o que não falta em Rio dos Crentes.. São mais de TRINTA. E na hora de limpar parece que eles aumentam a quantidade e o tamanho. Mas graças a Deus foi tudo limpo.
E para não dizer que não falei das flores, teve também a roçada dos pátios, estacionamento e campo de futebol.

E para finalizar, a limpeza da caixa d'água. E não é que a caixa saiu do buraco?!
 
E então tivemos que tirá-la e afundar o buraco. E isso já era próximo das seis e o pessoal já se preparava para ir embora.
Saímos de lá com escuro. Conseguimos colocar a caixa de volta e deixamos ela enchendo. Amanhã de manhã irmão Zé dará os acabamentos.

As mulheres mandaram ver na cozinha e por todo lado. 
Para onde se olhava, sempre víamos uma de nossas irmãs queridas.
E então foi isso. Essa foi a nossa prévia da festa, que vai ser boa, que vai ser alegre, que vai ser abençoada.
Nosso Acampamento Rio dos Crentes é lindo. Cada dia ele fica melhor, principalmente quando podemos contar com o apoio dos irmãos.
E nós sempre pudemos contar com a graça de tantas irmãs e irmãos trabalhando aqui, que não conseguiríamos enumerar agora.
Hoje foram os irmãos de Primavera do Leste e Poxoréu.
Poucos dias atrás tivemos irmãos de Rondonópolis, Jaciara, Cuiabá, Primavera e Poxoréu.
Ah, vou parar. Vocês sabem que Rio dos Crentes é abençoado por Deus que nunca deixou faltar os seus VALENTES.
Obrigado a todos.
Estamos bem cansados, mas valeu a pena.
Até o próximo fim de semana, quando estaremos recebendo as caravanas para o nosso Retiro de Famílias Ano XXXVI.
DEUS NOS ABENÇOE A TODOS!
 Izaias Resplandes 

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Alianças depois de 46 anos

Celebram a festa de Casamento,
  Anastacio Penayo e Margarita Villalba. 
Eles tem 5 filhos  e 5 netos. 
o casal da direita.

  Aproveitaram a data de 46 anos de casados e colocaram as alianças pela primeira vez.
Convidaram  os amigos e parentes  para pregação do Evangelho e depois passaram um tempo em comunhão e confraternização com
os irmãos e amigos convidados. Oramos para que a palavra dê frutos.
O filho Javier Penayo fez a prédica.
 Depois o bolo e confraternização







quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Batismo na Argentina

 Batismo na cidade de São Pedro, Província de Missiones-Argentina
 O missionário José Maria Iturriaga realizou o
batismo da irmã Belén Lindo
 Julio Peralta da Igreja Rocamora da cidade de Posada
 dirigiu o culto neste dia.
 Estiveram presentes irmãos das localidades:
 São Pedrom, Posada, Puerto Piray, Duas Irmãs
e Bernardo de Irigoyen

 Uma linda festa com direito a confraternização
Parabenizamos a Linda moça Belén Lindo pela decisão tomada sendo exemplo para outros jovens.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Convite para o Retiro de Famílias em Corumbá-MS - Igreja Neotestamentária da Frei Mariano

Clique na imagem para ampliar

Seguem fotos do local onde será realizado o acampamento:

Deus abençoe a todos!

Convite para o Retiro de Famílias em Corumbá-MS - Portal da Fé

 O Pr. Edmir Almeida Cordeiro com uma equipe de irmãos, estão trabalhando para receber os irmãos que irão participar a partir de domingo dia 11/2, do I Acampamento de Família - Corumbá,MS







Estes estão preparando a base para caixa d´água



 A dupla da Igreja de Ladário
Sami e Samir estão na função de som e luz
O lugar está ficando lindo! Vale participar.


Clique na imagem para ampliar

Deus abençoe a todos!